PS

PS

SEGUIDORES

sábado, 20 de setembro de 2014

Senadores e Vereadores? Sou Contra Todos.




Sonho com um país diferente, onde haja realmente a tão sonhada e desconhecida democracia.

video

Sou pela extinção imediata do Senado Federal, pois sempre fui a favor de um país Unicameral, ou seja, que exista apenas uma Câmara de Representantes, Deputados Federais, com regras inflexíveis e salários dignos, porém que não sejam como são, aviltantes. Salários completamente fora da realidade que oneram os cofres públicos com astronômicos ganhos individuais, gratificações e mordomias. 


Preconizo que a renda máxima, total de cada parlamentar não passasse de dez salários mínimos. E que a cada legislatura se fizesse uma devassa em suas contas, familiares e de possíveis laranjas, e o que não fosse compatível com seus ganhos devolvidos sumariamente ao erário, além de outras punições.


Eles que ganham exorbitantes salários ainda recebem auxilio moradia, verbas de representação e até auxilio roupa.


Bonitinhos.


O trabalhador que muitas vezes não tem o que comer, tem que comprar os seus trapos, já esses bacanas chuleiam, costuram e bordam de graça, com o teu dinheiro. 


Pouca vergonha!


Talvez assim eles, esses na maioria “aquilo”, lutassem e criassem leis para beneficiar os trabalhadores, pois tendo os seus vencimentos atrelado ao salário mínimo, duvido que não o fizessem.

E se algum canalha disser que Dez Salários Mínimos não é digno, o que é então apenas um salário?



Quanto as Câmaras Municipais, essas deveriam ser extintas e em seu lugar criados Comitês Distritais, onde os representantes em grande número fossem eleitos pelo povo morador daquele Distrito Eleitoral. Tais representantes trabalhariam voluntariamente, porém seria pré-requisito para quaisquer outros cargos eletivos, como Deputados Estaduais e Federais, assim como para a Presidência da República.


Que se termine também com os tais CCs, Cargos em Comissão, pois só existem para beneficiar correligionários, que como acontece em Canoas ainda são na maior cara-de-pau assaltados pelos seus líderes, numa vergonha nacional. Onde muito pústula exige parte do salário do assessor e os senhores vereadores ainda fazem corpo mole para abrir uma CPI e investigar. Por que será?


Podres e safados. Corja de meliantes que roubam deslavadamente de um assessor.


Faça-se concurso público para esses cargos, e que sejam limitadíssimos, caso contrário pague o assessor do seu próprio bolso, pois se eu, um cidadão honesto quiser um, terei que arcar com seu salário.


Bando de aproveitadores.



Quando vão ter vergonha na cara esses alcaides. Aliás, alcaide nunca terá vergonha.


Porém para um país funcionar, mesmo os juízes de todas as instâncias deveriam também ser eleitos, evitando-se assim essas nomeações de apadrinhados e aliados ideológicos, mesmo para a Suprema Corte.


E esses Juízes não teriam o cargo vitalício e a cada cinco anos seriam ou não ratificados no poder. E que todos os cargos eletivos tivessem a mesma duração, com eleições gerais para todos os cargos.


É um sonho de ampla democracia, porém o povo precisa mudar e riscar da vida política deste país os maus políticos, pois esses jamais farão qualquer mudança, pois assim como está às coisas estão boas para eles. Essa maioria que não está nem aí para o povo, nem aí para o país.


Maus brasileiros.


O que se faz neste país é um assalto aos cofres públicos. E muitos abobados hão de pensar que esse dinheiro não lhes faz falta, pois não é seu. 




Seu desavisado, esse dinheiro é seu sim, e poderia estar sendo usado na tua saúde, na educação dos teus filhos e na tua própria educação, ou em investimentos que gerariam mais e melhores empregos. 


Reaja! 


Saia da pasmaceira iniciando por não reeleger vereadores, pois falta esses que estão aí não farão.

Como foi visto no vídeo acima, lá na Suécia, um país desenvolvido e rico nenhum Deputado tem assessor ou secretário, porém aqui no país da impunidade, qualquer vereadorzinho tupiniquim tem vários assessores.

Mas isto tem nome.

FALTA DE VERGONHA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário