PS

PS

SEGUIDORES

sábado, 5 de dezembro de 2015

Natal


Muitos cristãos irão comemorar mais um natal, onde para muitos vai ser um natal de troca de presentes, abraços, beijos, felicitações.

Outros tomarão bebedeiras, cinicamente receberão ou irão à casa de alguém. Irão se houver o que comer, pois o que mais tem nessas datas é o oportunismo de encher a casa, principalmente dos avós com netos asquerosos, chatos, cheios de frescuras, que só lembram dos avós nesses momentos.

- Ai vó, eu não como isto nem aquilo.

- Esse velho chato já vem me dar moralzinha.

- Essa velha cheirando a naftalina insiste para que eu coma essas porcarias de legumes.

- De novo, meias.

- De novo, sabonetes.


Os infelizes reclamam, mas não são capazes de fazer um agrado que seja aos velhos avós chatos e ultrapassados são tratados como dementes por essa juventude cuja maioria e composta de verdadeiros idiotas.

Idiotas que sentam à mesa com aquelas porcarias de bonés sujos, e não aparece um pai ou tio que lhe dê um tabefe no meio da cara e mande o sujeira tirar aquela porcaria da cabeça.

O negócio deles e comer o que gostam e não o que tem, fazer sujeira e sumir logo após encherem o pandulho e outros abobados querem cerveja ou vinho. E os pais abobados ainda servem o moleque que não sabem nem lavar o traseiro.

Não ajudam em nada mas querem tudo, afinal são os velhos que estão bancando a festa.

Comem feito porcos e poucos levam o que comer, e tudo fica nas costas dos velhos avós, que na maioria das vezes são os que precisam de uma ajuda, porém falta o “simacol”, e os calhordas dos filhos e filhas, ou as sínicas noras e netos não dão as mínimas para os velhos, sendo que aturar genro para muitos é um saco, pois os malditos só entram com os estômagos ávidos em comer e beber.


Natal é a festa do oportunismo e nada mais comercial, pois inventaram até um velhinho malvado, um velho falso e desgraçado que deram o nome de Papai Noel. Um velho perverso que me enchia de presentes no início dos anos 50 e não dava nada para os negrinhos Donga e Quito. Velho Maldito. Que se por um lado eu ficava feliz em receber presentes por outro lado chorava baixinho escondido para que não vissem minhas lágrimas rolando pelo meu rosto, pois via as lágrimas dos dois menininhos negros e pobres que nada ganhavam desse velho filho da...

Outrossim o cinismo da cristandade é tão grande que vão festejar este Natal, festa comercial onde o maldito Noel será a figura central deste festejo pagão, comercial e lucrativo, onde o que vai imperar é a falsidade de beijinhos e abraços cínicos, pois o que interessa são os presentes da festa e não os presentes na festa.


É Natal. Mas como comemorar essa festa vendo o mundo em uma guerra suja, terrorista, onde centenas são mortos em nome de deus.

Como festejar essa data, se centenas de famílias ainda choram os seus filhos mortos em dois atentados que mais uma vez abalaram o mundo. Um na França de Joana D’Arc e outro nos E.U.A, de Touro Sentado e Mão Branca.

Como festeja em meio a tanta desgraça. Mas o mundo cristão vai hipocritamente soltar fogos, beber até cair e distribuir presentinhos sem sentido algum, e muitas vezes sem utilidade.

O Papa Francisco disse que não é época para festeja Natal, e sim de orar pelos mortos.


E eu não duvido que em pleno Natal os animais que professam qualquer religião fundamentalista façam um novo atentado.

Já avisei para meus amados filhos e filha, meu querido neto e minhas adoráveis noras que este ano nada vamos fazer, e se em algum ano fiz festas maravilhosas foi por causa deles, pois não creio nesta festa onde o lucro é a tônica.

Obviamente meus filhos, filha, noras e neto, na verdade são eles que enchem juntamente comigo a mesa, elas são eximias quituteiras, e meus filhos ajudam com tudo que se possa pensar, porém sei que poucas são as famílias que tem esta graça, a maioria só está aí para tirar proveito. Uma desgraça.

E espero que os que vão festejar lembrem-se das pessoas covardemente assassinadas pelos islâmicos fundamentalistas, lembrem-se dos Umbandistas agredidos pelos tararacas evangélicos fundamentalistas. Lembrem-se das milhões de pessoas que estarão passando fome neste dia, lembrem-se dos que neste dia estarão padecendo nos hospitais e muitos sem ter um hospital, padecerão em abrigos sujos e orfanatos imundos, sem falar nas milhões de pessoas em todo o mundo que moram pelas ruas, muitos dos quais são agredidos, queimados e mortos por jovens cristãos, crentes nesse deus. 

Aonde está o deus dos que padecem todo os tipos de agruras?

Lembrem-se neste dia, da eliminação de animais, das catástrofes que esse animal sádico e brutal chamado homem comete contra a natureza. Lembrem-se da centenas de espécies que não existirão em menos de dez anos, graças a ação nefasta do homem.


Lembrem-se que estamos em contagem regressiva, pois o gatilho da destruição já foi puxado e não temos mais tempo de consertar o que foi destruído e o fim mostra suas garras em todos os canto deste mundo, com inundações, secas, aumento do nível dos mares, destruição das barreiras de corais, da elevação criminosa da temperatura das águas dos mares e oceanos, do desmatamento, das queimadas, do degelo das calotas polares, do rápido fim dos ursos polares. 

Mas não esqueça que a natureza tem seus mecanismos de vingança.


O fim já está em andamento e será desastroso e cruel, onde o inferno de Dante será um conto de fadas comparado com o que está reservado a esse animal mesquinho, cruel, sádico, pedófilo e corrupto que é o homem. Tão maldito que tem a soberba, a extrema pretensão de se dizer filho de um deus.



2 comentários:

  1. Obriguei-me a escrever um relato destes dias que me aconteceu, onde fui cortar meu cabelo em um Barbeiro Local que sempre corta e és um bom profissional, mas infelizmente ele nunca conversou comigo sobre o ''Evangelho'', mas aquele dia ele me pediu para ir a Igreja procurar ''Deus'' que quem não acredita queimaras no fogo do inferno, pois eu disse a ele que eu frequento um centro Budista e que estava muito feliz comigo próprio, seguidamente ele insultou a Umbanda e quimbanda , assemelhando - os como escravos do capetão, pois eram os negros que '' Trouxeram esta desgraça '' para nosso País, eu fiquei quieto pois achei tão ridículo aquilo, e daí vejo o quão estamos evoluindo para uma decadência total neste País, ôra Bolas cada vez vejo mais '' Igrejas '' destes loucos dementes, e se tu não és Evangélico é filho do capeta ? avá a puta que pariu bando de louco deveriam ser presos a um Manicômio ! Desculpas a os erros de Gramatica e se há alguns os identifique-os. Abraços e um Feliz natal do Papai noel HAHAHAHAHA

    ResponderExcluir
  2. Olá Lucas, meu querido aluno.
    Entendo a tua revolta contra esses dementes que vivem a pregar inverdades. Se não houvesse dinheiro no mundo não existiriam igrejas, pois elas existem porque é assim que os espertalhões ficam ricos da noite para o dia.
    Qualquer safado diz ter deus no coração. E qualquer miserável acredita, entretanto a história da maioria dos que creem é outra. Uma história de maldades, pragas e desaprovações. Sei bem como funciona isto. O lacaio, bandido, criminoso, imoral, cafajeste que disser acreditar em deus será bem aceito na sociedade, porém o homem de vergonha, sensatez, honra, moral e respeito que tiver a coragem de se dizer ateu será execrado. Isto aconteceu com o digno doutor Dráuzio Varela, que vivia em favelas dando consultas gratuitas, remédios e comida para a marginália miserável, porém quando descobriram que ele era ateu, todas as portas se fecharam a ele. Foi escorraçado de muitas favelas miseráveis. Já os imorais, mentirosos e farsantes que vivem pregando as tais palavras de deus serão sempre bem recebidos por esse povinho sem cultura. A religião é uma necessidade que as pessoas impõem a elas mesmas como sendo uma verdade imutável. Eu também já passei por isto, e muitos, até de bom nível social e intelectual deixaram de ler meu blogue e participar dele pois tive a coragem de não mentir e falar a verdade.Não creio em nada que está escrito na bíblia, pois sei como tudo começou.
    Gosto muito de ir buscar a paz que existe no Templo Budista em Três Coroas, lá nenhum vivaldino te impõe um “mensalinho” do demônio, lá ninguém quer te converter. Há paz e harmonia. Já nesses templos atrasados o que há são cultos obscurantistas como faziam na Idade Média. Mentiras, falsos milagres, exploração e apavoramentos.
    Minha família não comemorará o Natal. Não há ambiente no mundo para tal.
    Meu caro Luquinhas, um grande e fraterno abraço.
    Prof. Pedro.

    ResponderExcluir