PS

PS

SEGUIDORES

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Creme de Feijão Branco


Fácil, simples e gostoso.

Segunda-feira passada resolvi inventar.

Como Sandrinha vem dodói há um bom tempo, assumi de vez a cozinha, alimentando-a nos horários certos e inovando.

Após ter feito um excelente mocotó na casa de meu filho em Gravataí para mais de 30 pessoas, há duas semanas, tive a ideia de fazer um creme de feijão branco com galinha e rúcula.

Ficou uma coisa muito gostosa, é só experimentar e incrementar a seu gosto: É claro que tem uns frescos que fazem cara e bocas para tudo o que não conhecem ou nunca comeram e dizem que não gostam. Tipo asqueroso.

Ingredientes:


500 gramas de feijão branco.
2 bandejas de coxinhas de asa de galinha. (18 ou 20 peças)
1 cebola média.
3 dentes de alho.
2 maços de rúcula.
3 cubos de caldo de galinha.
Tempero completo a gosto.
Salsa picada
Como preparar.

Vamos ao modus operandi:

Cozinhe bem o feijão.


Enquanto esse cozinha, pique a cebola e o alho e a salsinha.

Frite rapidamente a cebola e quando esta estiver ao ponto adicione o alho e dê mais uma fritadinha. Não vá fritar demais ou me deixar queimar a cebola e o alho, é coisa rápida só para quebra a acidez da cebola e do alho.

Em um fio de óleo e um pouquinho de água vá fritando as coxinhas da asa para tirar o máximo possível da gordura, ao mesmo tempo que vai cozinhando as peças.


Após tirar bem a gordura ponha as coxinhas da asa num escorredor de massa e despeje uma chaleira de água fervendo para livrar da gordura excedente que ficou grudada as coxinhas.

Pronto o feijão, bata-o bem em um liquidificador juntamente com a cebola, o alho, o caldo de galinha e o tempero completo. (não vá salgar, fica ruim e faz mal para o seu coração).

Volte o creme para uma panela, se estiver muito espesso acrescente um pouco de água, a cremosidade cada um dá a sua, eu gosto bem espesso.

Junte as coxinhas da asa ao creme e deixe ferver.

Muito cuidado, pois se deixares à Bangu o creme pode grudar no fundo da panela.

Então todo o cuidado é pouco, colher e água sempre a mão, não deixe queimar.

Dê uma provada no creme para ver se ficou bem temperado.

- Oh seu alcaide, não use a mesma colher para provar. Que coisa feia, os outros não precisam comer a tua baba. Use outra colher para provar.

Se precisar corrija o sal (*)

Quando estiver quase pronto pegue os dois maços de rúcula lavada e cortada bem fininha e coloque tudo na panela, juntamente com a salsa picada.

Como vocês puderam ver na foto eu costumo picar a salsa e congelar nas forminhas de gelo, portanto as pedrinhas verdes da foto são na verdade a salsa congelada.

- Oh, seu Pedro, não vai dar para colocar toda a rúcula na panela.

- Dá sim dona Eufrosina, pois a rúcula conforme vai cozinhando vai diminuindo o volume. É simples.

Não precisa cozinhar a rúcula até desmanchar, ela por natureza e macia. No momento em que ela murchar dentro do creme está pronto e é só saborear com um vinho tinto seco ou verde.

A mulherada até que gosta de um vinho suave, mas o cara que é chegado em vinhozinho suave eu já fico com pé atrás, pois o cara é meio estranho e a noite deve virar Cinderela.


Bon apetit.

Lembre-se, todas as receitas podem ser modificadas a vontade do freguês. Pode substituir as coxinhas da asa por fígado de galinha ou moela. Podes acrescentar mais caldo de galinha. E até se quiseres uma ou duas pedras grandes de rio bem lavadinhas, não faz nenhuma diferença só evite comê-las, pois podem quebrar os dentes.

Ah! Antes de ir campo a fora.

Quando eu ouvia dizer que deve corrigir o sal eu pensava que o alcaide havia escrito çal com Ç e deveria corrigir para S.

Que barbaridade!

Fui.

Não. Não fui ainda. Voltei.

Podes substituir a rúcula por espinafre. A preferência é de cada um.

Agora sim. Fui!



2 comentários:

  1. Bah! Mas tá bom esse caldo. Aqui em casa adoramos mocotó, fiz no fim de semana, mas não coloquei as batas, também inventei fazer sem as batas para ver se ia ficar bom, foi aprovado, fica muito bom. Vou fazer seu caldo de feijão branco, outro dia vi uma salada feita com feijão branco que me apeteceu.
    Espero que sua esposa Sandrinha esteja bem. To vendo que ela está sendo muito bem cuidada. Esse caldinho vai dar sustância para ela.
    Desejo um ótimo dia a vocês.

    ResponderExcluir
  2. Olá Anajá.
    Tche Menina. Este creme ficou bagual de bom. Eu gosto muito de rúcula, mas podes substituir por outras ervas, como o espinafre, a mostarda ou outras. Também sou chegadíssimo em mocotó cuja receita já publiquei neste blogue. E todos os anos sou escalado para fazer. Esta semana estou me preparando para fazer uma canjica com bastante coco, leite de coco, leite, cravo e canela. A célebre Canjica do Pedrito.
    Sandrinha andou me dando um susto, e foi aquela correria, médico, clinicas e até Santa Casa. Mas agora ela está se recuperando. E te confesso, fiquei muito mal com o estado dela, porém tudo está se normalizando.
    Um respeitoso abraço e que a saúde e a alegria estejam sempre a teu lado.
    Prof. Pedro.

    ResponderExcluir