PS

PS

SEGUIDORES

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Pesadelos







O pesadelo é um estado de sono extremamente penoso, com sensação doídas e assombrosas que nos levam a aceleração cardíaca, sobressaltos e muitas vezes gritos e pedidos de socorro.


Os pesadelos não devem ser associados a nada inexplicável, muito menos às fábulas religiosas, é sim fruto de ansiedades, dores e por outro lado o medo, produzidos por histórias fantasiosas que nos deixam assombrados.



Quando passei a frequentar a escola, antigo Colégio São Pedro no Fragata em Pelotas, colégio de confissão católica, administrado pela Congregação das Irmãs São José, fundada em 15 de outubro de 1650, na cidade de Le Puy-en-Velay, na França, e que somente chegaram ao Rio Grande do Sul em 1898, fundando em 1945 tal escola, para atender a demanda de parte do bairro Fragata, onde passei a ter aulas de religião, um molequinho de 8 anos, sendo diariamente bombardeado por uma verdadeira lavagem cerebral o que ocasionou a partir desta data começar a ter sucessivos pesadelos, a começar pela imagem terrível de um anjo da guarda que havia em sala de aula, que me levava a acreditar que tal criatura abominável iria empurrar penhasco a baixo as pobre criancinha que em sua frente caminhavam.



Com as frequentes histórias de anjos e demônios que povoavam e ainda povoam o imaginário de religiosos destrambelhados passei a sentir estas presenças malignas em tudo o que acontecia, em um barulho, o assoviar das folhas de árvores ou no cantar de alguma ave, tudo era motivo para que um pavor do inexistente tomasse forma em minha tenra imaginação.


Minhas noites passaram a ser uma tortura e não havia noite que não tivesse pesadelos com anjos, demônios, um deus vingativo e fogo do inferno.


Que horror os pais fazem com a cabecinha de seus filhos que em tenra idade são levados para esses cultos obscurantistas onde um abobado pastor fala mais num inexistente demônio do que em deus. E quando fala em deus é para falar de castigo eterno, mármore do inferno, de um deus cruel que castigará com danações eternas, que nos observa e pune. Que deus é esse? Um deus cruel, mau, abominável, vingativo, falso e extremamente vaidoso, além de exporem os próprios filhos a falsas dominações demoníacas, aonde um ator é pago para fazer pantomimas e gritar feito louco, como se estivesse possuído por um demônio inexistente. 


Dúvida não há quanto aos pesadelos que podem ser extremamente perturbadores, porém não há nenhum significado espiritual maligno ou benigno para eles.



Sonhos e visões são mencionados na Bíblia, e diz que Deus às vezes usou o estado de sonho para se comunicar com os seus profetas e outros. Deus falou com Abimeleque, em Gênesis 20, advertindo-o para não tocar em Sara, mulher de Abraão. Outros sonhos incluem Jacó (Gênesis 28); o sonho de José de que os seus irmãos iriam lhe servir no Egito (Gênesis 37); o sonho de José sobre Faraó (Gênesis 40-41). O Senhor ou os seus anjos aparecem a outros na Bíblia, incluindo Gideão (Juízes 7), Salomão (1 Reis 3), Nabucodonosor (Daniel 2), Maria (Mateus 1), José (Mateus 2) e a esposa de Pilatos (Mateus 27). Nenhum desses sonhos, no entanto, pode realmente ser chamado de um pesadelo. Sendo assim, parece que se trata de mais um embuste dizer que Deus fala com as pessoas através de sonhos ou pesadelos.


Algumas pessoas acham que Satanás ou os seus demônios estão dentro de sua mente durante os pesadelos, porém lembrando que Satanás é uma figura folclórica que só existe na cabecinha de alguns doentinhos, descarta-se pela razão essa intromissão, pois demônios não existem.


Outrossim, não há nada na Bíblia que justifique isso. Uma porque a bíblia é um amontoado de historietas sem nexo, sem lógica que alguns celerados foram narrando através do tempo, compilando assim esse que é um dos livros mais contraditórios e mentirosos do mundo.



Não há nada de demoníaco em nossos pesadelos. Provavelmente, os pesadelos não são nada mais do que a maneira que o cérebro tem de externar nossos medos e preocupações. Porém uma vez que continue os pesadelos em momentos de sono e o cristão experimente pesadelos contínuos e frequentes ele deve procurar ajuda médica psiquiátrica e não dar ouvidos a ladinos que se aproveitarão do bocó e vão encher ainda mais sua cabecinha com bobagens.


Por este motivo as crianças deveriam ser educadas sem essa presença nefasta da bíblia em suas vidas, pois mais mal faz do que bem. Quando a compreensão dessas for lógica e racional ficaria a critério dela ler ou não ler esse livro de fábulas e mentiras que atazanam a cabeça das pessoas, principalmente das crianças, e as tornam robozinhos triste, atormentados e verdadeiros “condutopatas”.


Não esquecendo que religião é como um pênis, é bom ter um, mas ficar o tempo todo tentando enfiar nas pessoas é uma merda.

10 comentários:

  1. Grande professor , dei muita risada na parte " religião e igual um pênis mas ficar o tempo todo tentando enfiar mas pessoas e uma merda " , isto é a pura verdade , mas também andei lendo muito sobre pesadelos e sonhos, e até mesmo a tantas histórias incríveis , tais como o dejavu , de pessoas premeditarem a própria morte sem explicação alguma , e como a nossa mente humana e incrível e cruel hahaha abraço, desculpa erros de digitação e que digitei pela porcaria do celular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo do coração e aluno exemplar.
      A mente humana é pródiga em fatos ruins e ao mesmo tempo bons. A maldade humana é quase uma constante em todas as pessoas, porém a bondade no seu verdadeiro sentido quando praticada com amor e sem interesses nos leva a uma maior abertura de nossa mente e passamos a ter sensações que também os animais ditos irracionais têm como os chamados "déjá vu" que é essa sensação desencadeada por um fato que juramos já tê-lo presenciado. Muitos acham que são lapsos que nosso memória tem de ver, esquecer e novamente ver. Não concordo, o déjà vu é uma realidade que foge às mais profundas explicações, porém deve ser encarada como coisa normal e própria de todos os que pensam, lembrando que "se existo, logo penso" contrariando o, "se penso logo existo", pois todo o animal pensa, comprovação científica, lembrando que muitos animais tem a exata dimensão do que acontece e do que acontecerá. Assim também o homem tem essa capacidade. O prever fatos não são coisas que devem ser atribuídas a mensagens do além e sim é uma força sensorial, pois nossos cérebros funcionam como um transmissor/receptor. Porém não devemos querer saber das coisas más e ruins, antes disto devemos praticar o verdadeiro altruísmo, que são as ações boas, constantes e sem necessidade de retornos, assim o homem poderá chegar a ter essas verdadeira premonições que não devem ser encaradas como algo sobrenatural e sim uma coisa que muitos tem e não entendem pois mascaram isto com religiosidade.Há fatos em minha vida, comprovados que dariam para escrever livros sobre elas, essas previsões que fogem a nossa imaginação. Meu amado aluno, um grande abraço e não esqueço das horas que o grupinho se reunia nas escadas em frente a sala dos professores aonde tivermos belas aulas, momento em que ensinava e aprendia com vocês.

      Excluir
  2. Bah Pedro! Essa última explicação tu matou a matou tudo.
    Abraços.
    tenha um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Honrada amiga Anajá, que privilégio.
    Nada achei mais elucidativo que esta frase para mostrar que religião é uma coisa de foro íntimo e familiar. Vejo preocupado essa enxurrada de igrejas entrando sem permissão em nossas casas, mentindo, extorquindo e tornando nosso povo verdadeiros robôs, verdadeiro "condutopatas". Mesmo não tendo religião, pois ter ou não ter religião não torna o homem bom ou mau, sou aberto se for de interesse de uma pessoa tê-la ou não, tudo é uma questão pessoal, porém viver tentando empurrar goela abaixo, isto eu não aceito, pois só existem igrejas porque existe dinheiro envolvido. Vejo que Lancelot Andrewes, que viveu no fim do século XVI e início do século XVII estava com razão ao afirmar que "quanto mais próximo da Igreja, mais longe se está de deus". Eduquei meus filhos sem deus e sem igrejas e não me arrependo, porém como respondi acima a meu aluno Lucas, nós temos uma capacidade que está ainda longe de ser entendida, mas eu a enxergo como uma coisa natural, normal e nem um pouco envolvida com o mítico, que é esse poder de prever, antever as coisas. Há pessoas que nos transmitem ou estão presentes sem estarem e isto nada tem de sobrenatural é uma característica de alguns, que é o de se ligar e receber de outros informações que deixariam muitos em situação de perplexidade. Não só do chamado "déjà vu' como prever certos acontecimentos. Nós temos essa capacidade, assim como os animais, por nós chamados de irracionais são pródigos. A ciência ainda engatinha nesse sentido, mas um dia teremos a explicação para esses fatos, bons e ruins, porém normais. Leia a publicação "Entre o Céu e a Terra 4" com o subtítulo de O Cabo Rancheiro, publicada em 29 de janeiro de 2016. Um respeitoso abraço e um fim de semana regado de alegria, compreensão e amor, junto a teus familiares.

    ResponderExcluir
  4. Olá, caríssimo Pedro!

    Encontrei um comentário seu num blogue e fiquei com bastante curiosidade em conhecer o seu espaço, portanto, aqui estou.

    Já dei uma olhada, como vocês dizem aí, sou Portuguesa, sim, pelos seus textos e também pelas respostas que dá aos seus comentadores. Não faço juízos de valor, sobre nada, nem ninguém, mas algumas ideias ficam, logicamente.

    Ao olhar o layout, cabeçalho do seu blogue, fiquei deslumbrada com a foto, onde o Pedro se distingue do resto da paisagem, porque o Pedro é o Pedro, tem suas próprias características, físicas e psicológicas, tal como sua forma de pensar, suas convicções e negações, que tenho de respeitar, colega.

    Sonhos e pesadelos são conceitos e realidades diferentes, como tão bem sabe e cada caso é um caso. Freud e talvez sob o efeito daqueles fumos - risos - disse coisas interessantes, eu acho.
    Como tenho alguns conhecimentos em Psicologia, posso afirmar que os sonhos podem traduzir desejos, vontades ou algo de bom ou mau que aconteceu ou que, provavelmente, poderá vir a acontecer, e que o subconsciente guarda e agita, em determinado momento, porque ele é bastante inteligente.
    O pesadelo resulta de muitas causas, sendo a psíquica, a mais comum.

    Compreendo a sua posição e suas ideias sobre a religião, em geral, porque uma grande parte dos meninos e meninas frequentadores de colégios, interna ou externamente, mostram essas características, esses comportamentos, e então, algum tempo depois, o subconsciente e o consciente, se vão colocar, precisamente, do lado bem, bem oposto. É normal, que assim suceda.

    Pelo que vi, o Pedro tem dois filhos e uma filha, a quem deu, possivelmente, uma educação bem diferente da que foi administrada e imposta ao Pedro. Cidadãos livres e felizes, concluo!

    O mais importante, estimado colega, é que nos sintamos bem conosco e com os outros, que façamos afirmações das quais temos a certeza e que nos esforcemos, todos os dias, para conseguir um mundo melhor e mais verdadeiro, porque dizer mal, sendo verdade ou não, é muito fácil.

    Um abraço com apreço e consideração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Céu, caríssima.
      Fiquei feliz e honrado com tua visita e teu comentário, que ao lê-lo muitos pensamentos bons me assolaram, pois quando escrevi sobre pesadelos deixei de citar ou discorrer sobre os sonhos, que da mesma forma trazem ao debate não só ciência e cultura como também mexem com a parte religiosa, já que religião se associa a cultura, culturas diversas que trazem em seu bojo o lado religioso, para alguns, e para mim, mítico.
      Os sonhos são ainda uma coisa, se por um lado bem conhecidos da ciência, por outro deixam brechas, e nessas brechas ainda não explicadas pela ciência tive sempre sonhos pródigos que a muitos assustariam, mas os vi e vejo com naturalidade e com o passar de alguns dias ou até mesmo horas vieram a se concretizar. São os chamados sonhos premonitórios. Isto de maneira alguma me assusta ou me leva para o lado das superstições, pois os vejo como algo ainda não compreendido pela ciência.
      Por outro lado me assolam premonições e as encaro como coisa normal e natural.
      O querer alguma coisa ou algo nos faz viajar em sonhos, carregados destes desejos. O que é até normal, pois nada melhor que sonhar e os bons sonhos, que nos acalentam, que nos remetem a pessoas queridas que desta vida se foram e nos fazem senti-las como se presentes estivessem.
      Como disseste, os sonhos e pesadelos são conceitos e realidade diferentes, mas ambos são provocados pelo nosso estado emocional, bom ou mau. Tranquilo ou agitado.
      Quanto ao Pedro que se distingue da paisagem é o Pedro Gaucho ou Gaúcho. Gente formada pelo amálgama ibérico pampeano, ou seja, surgido do entrelaçamento de espanhóis, portugueses e índios da pampa. Pampa é a região de campos planos da Argentina, Uruguai e extremo sul do Rio Grande do Sul, estado mais austral do Brasil. Este povo que também é encontrado na Patagônia e sul do Chile forma uma casta bem diferente, não só nas vestimentas que usam, como no falar. Tais vestimentas que chamamos de “pilchas”, fazem parte da cultura deste povo, assim como saborear o nosso chimarrão, que é uma bebida quente típica do Cone Sul, muito apreciada na Argentina, Uruguai e Rio Grande do Sul, porém vamos encontrá-lo também no Paraguai, onde surge como uma versão gelada, chamada tererê.
      Geralmente quando estamos entre nós, nossa maneira de falar e escrever sobressai e fica com certeza impossível a um português entender este nosso dialeto. Usamos palavras comuns, mas também ao usarmos as típicas palavras deste dialeto se torna até impossível de ser entendidas por brasileiros de outros estados, pois cada um dos 26 estados brasileiros tem as suas peculiaridades.
      Neste quesito estou com um dicionário Gauchês quase pronto para publicar.
      Quanto aos meus filhos tentei dar-lhes uma educação pautada na liberdade e no respeito às próprias opiniões. Ambos, não por serem meus filhos, são cidadãos honestos, sendo que minha filha é professora de história, engajada e competentíssima e ambos sonham com um mundo igual, justo e melhor, dentro de suas diferenças culturais as quais devem sempre ser respeitadas.
      Caríssima CÉU, não tenho como descrever o enorme prazer e honra de tê-la neste meu espaço, o qual ponho a tua disposição para comentar, opinar e se for o caso até criticar. Não somo perfeitos e sei que cometo alguns equívocos, os quais aceito serem questionados.
      Gostaria de saber qual é tua cidade ou região em Portugal, onde tenha minhas raízes, mesmo que remotas estão bem alicerçadas tanto em Portugal como na Espanha.
      Respeitoso abraço, com carinho e consideração.
      Prof. Pedro.

      Excluir
  5. Olá, estimado Pedro!

    Muito agradeço sua resposta, em forma de considerações e afetos. Sou licenciada em História, professora, também, e acho essa ciência, embora não exata, fascinante, portanto, mto nos liga. Serei sempre estudante de História e da Língua Portuguesa e sei que a mestra nunca chegarei, nem quero, pke desejo aprender mais e mais.

    Em Portugal, se diz um provérbio que narra assim: cada roca com seu fuso e cada terra com seu uso. E isso a propósito de quê? Dos 26 estados brasileiros e das culturas, usos, costumes e do linguarejar, como vocês falam aí, que em todos eles são diferentes. Compreendo e aceito, natural e inteligentemente.

    Qto aos sonhos e pesadelos, concordo com suas palavras, inteiramente.

    Vivo em Lisboa, embora tivesse nascido no Baixo Alentejo, Além Tejo, província calma, lenta, quente, climaticamente, de paisagem e gente sem igual - aqui está falando, tb, o coração.

    Obrigada pela sua enorme simpatia, acolhimento e distinção. Qdo desejar e se desejar, faça uma visitinha ao meu blogue. Grata!

    Um abraço, com mta consideração e estima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Céu.
      Novamente encantado com teu comentário.
      Sou natural da cidade de Pelotas, ao sul do Estado do Rio Grande do Sul, onde vamos encontrar uma cidade tipicamente de origem portuguesa, ruas com seus traçados retos e estreitos, casario típico de Portugal, fundada em 1758, onde muitos portugueses fizeram história. Todos os anos, no mês de junho temos na cidade, que conta hoje com 350.000 habitantes a festa do doce, pois Pelotas é famosíssima em sua arte de doces, sendo esses de origem portuguesa. Doces que encantam os olhos e o paladar como os pastéis de Santa Clara, Fatias de Braga, Beijinhos de Coco, Bem Casado, Queijadinhas, Camafeus e uma infinidade de outros doces típicos e saborosos. Claro está que os Pastéis de Santa Clara não são parecidos com os famosos Pastéis de Belém, porém são feitos com massa tão fina que se consegue enxergar através dela, que vêm duas ou três folhas dobradas como um envelope e seu recheio é feito de doce de ovos moles.
      Tenho um prazer muito grande em trocar escritos com pessoas de Portugal, como faço com Carlos Romão, da cidade do Porto. Leia neste blogue “El Cevador”, de 24 de janeiro de 2015.
      Caríssima colega CÉU, não sei se tens um blogue para que eu possa ler, pois fico realmente maravilhado com teus escritos e tua esmerada educação. Caso não tenhas vamos trocando notas através de meu blogue, o qual ponho a tua disposição se quiseres escrever sobre tua fascinante terra ou se quiseres outros assuntos, as publicarei com muito prazer com todos os créditos a nova amiga portuguesa que conquistou este velho gaúcho de la Pampa Sul Americana.
      Um grande e respeitoso abraço.

      Excluir
  6. Pedro, meu novo e estimado amigo!

    Muito agradeço sua completíssima resposta e esclarecimento sobre sua cidade. Sei k Portugal está presente em mtas cidades do Brasil, pke, afinal, o gigante foi descoberto pela armada de Pedro Álvares Cabral, em 1500, como tão bem sabe.

    Nossa, meu amigo! Fiquei com água na boca de tanto doce bom, que existe por aí. Efetivamente, os pastéis de Belém têm uma história e um segredo mto próprios.

    Tenho um blog, sim. Basta clicar em meu nome e você vai lá ter, bem rapidinho, mas o endereço é: ausentedoceublogspot.com

    Nesse fim de semana começarei minhas férias, k se prolongarão até à primeira semana de Agosto. Nesse período de tempo, estarei ausente da net.

    Tudo de bom pra voce, mulher, filhos e filha.

    Um cordial abraço, Pedro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Céu - Caríssima amiga.
      Guarda o Brasil muitas cidades históricas portuguesas como São João del Rei, Juiz de Fora, Ouro Preto, Sabará, Parati, Barbacena, Pelotas, e a própria Porto Alegre fundada por 60 casais de Açorianos, entre tantas outras. O Brasil é realmente gigantesco com mais de 200 milhões de habitantes e 5.570 municípios espraiados pelos 26 Estados e mais o DF, onde vamos encontrar Brasília, uma moderníssima cidade, nossa Capital Federal. Como deves saber eu não resido em Pelotas, de lá saí nos anos 70, moro em Canoas uma grande cidade com mais de 300 mil habitantes, uma população pequena perto a da cidade de São Paulo que possui mais de 12 milhões de habitantes. Canoas é uma cidade intensamente industrializada com enormes avenidas e ruas largas. É uma cidade junto a Porto Alegre (1.476.867 hab.), capital do Estado do Rio Grande do Sul (12 milhões de habitantes), separada apenas por um rio, o Rio Gravataí, afluente do Lago Guaíba. No estado do Rio Grande do Sul temos hoje 499 municípios. Agradeço muito o carinho dispensado aos meus e te desejo lindas férias com muita saúde e paz.
      Carinhoso abraço.

      Excluir